Retrospectiva celebra 30 edições da Bienal

Visitantes passando no corredor da “Grande Tela” na 18ª Bienal

Até o início de dezembro a Fundação Bienal sedia a mostra “30 x Bienal – Transformações na Arte Brasileira da 1ª à 30ª Edição”. Coube ao curador Paulo Venancio Filho selecionar 111 artistas brasileiros, dentre os 5 mil que participaram desde a primeira edição da Bienal, em 1951, até a última, em 2012. Ao todo, 250 obras estarão na mostra.

Segundo Venancio Filho, ao longo destes 60 anos de existência a Bienal tornou-se um dos elementos estruturantes da arte brasileira. Foi esta relação entre as duas trajetórias o elemento determinando na escolha dos artistas e obras presentes na exposição, dividida em quatro eixos temáticos: o abstracionismo geométrico e o concretismo, a arte pop, a produção da geração dos anos 1970 e o retorno à pintura e contemporaneidade.

A Bienal de São Paulo é um caso significativamente singular, pois foi a primeira bienal a surgir em um país periférico no hemisfério sul, no qual provocou, a partir de 1951, uma dinâmica local particular. Sem a sua rotina ininterrupta, seria muito improvável a formação da tradição moderna e contemporânea tal como ocorreu, de maneira única nas artes plásticas brasileiras em contato e confronto com as tendências estrangeiras – e que veio a construir a própria história da exposição.

Há obras de Lygia Clark, Abraham Palatnik, Tomie Ohtake, Adriana Varejão, Lygia Pape, Alfredo Volpi, Angelo Venosa, Beatriz Milhazes, Cildo Meireles, Claudio Tozzi, Frans Krajcberg, German Lorca, Hélio Oiticica, Iberê Camargo, Iole de Freitas, Ione Saldanha, Arthur Piza, Ivan Serpa, Lenora de Barros, Amilcar de Castro, Tunga, Waldemar Cordeiro, entre outros. Além disso, a expografia de Felipe Tassara foi planeja com o intuito de incorporar a arquitetura do Pavilhão, arquitetado por Oscar Niemeyer.

A exposição ainda apresentará os cartazes das 30 bienais, além de registros documentais e fotográficos do arquivo da instituição, o mais importante acervo documental latino-americano no que se refere às artes moderna e contemporânea.

30 × bienal – Transformações na arte brasileira da 1ª à 30ª edição
Até 8 de dezembro, no prédio da Fundação Bienal de São Paulo

Confira a lista dos artistas da mostra:

1. Abraham Palatnik
2. Adriana Varejão
3. Alair Gomes
4. Alexandre da Cunha
5. Alexandre Wollner
6. Alfredo Volpi
7. Almir Mavignier
8. Aluísio Carvão
9. Amelia Toledo
10. Amilcar de Castro
11. Anatol Wladyslaw
12. Angelo Venosa
13. Anna Bella Geiger
14. Anna Maria Maiolino
15. Antônio Bandeira
16. Antonio Dias
17. Antonio Manuel
18. Artur Barrio
19. Arthur Piza
20. Beatriz Milhazes
21. Carlito Carvalhosa
22. Carlos Fajardo
23. Carlos Vergara
24. Carlos Zilio
25. Carmela Gross
26. Cildo Meireles
27. Cinthia Marcelle e Tiago Mata Machado
28. Claudia Andujar
29. Claudio Tozzi
30. Daniel Senise
31. Danilo Di Prete
32. Décio Vieira
33. Eduardo Sued
34. Eleonore Koch
35. Ernesto Neto
36. Fábio Miguez
37. Fayga Ostrower
38. Fernanda Gomes
39. Flavio-Shiró
40. Frans Krajcberg
41. Franz Weissmann
42. Geraldo de Barros
43. German Lorca
44. Hélio Oiticica
45. Hércules Barsotti
46. Hermelindo Fiaminghi
47. Iberê Camargo
48. Iole de Freitas
49. Ione Saldanha
50. Iran do Espírito Santo
51. Ivan Serpa
52. Ivens Machado
53. Jac Leirner
54. Jorge Guinle
55. José Damasceno
56. José Leonilson
57. José Resende
58. José Roberto Aguilar
59. Judith Lauand
60. Laura Lima
61. Leda Catunda
62. Lenora de Barros
63. Lívio Abramo
64. Lothar Charoux
65. Lucia Koch
66. Lucia Laguna
67. Luiz Paulo Baravelli
68. Luiz Sacilotto
69. Luiz Zerbini
70. Lygia Clark
71. Lygia Pape
72. Marcello Nitsche
73. Marcelo Grassmann
74. Marcius Galan
75. Maria Leontina
76. Maria Martins
77. Marilá Dardot
78. Mary Vieira
79. Maurício Nogueira Lima
80. Miguel Rio Branco
81. Milton Dacosta
82. Mira Schendel
83. Nelson Leirner
84. Nuno Ramos
85. Paulo Bruscky
86. Paulo Monteiro
87. Paulo Pasta
88. Raymundo Collares
89. Regina Silveira
90. Ricardo Basbaum
91. Rivane Neuenschwander
92. Roberto Magalhães
93. Rodrigo Andrade
94. Rodrigo Braga
95. Rosângela Rennó
96. Rubem Valentim
97. Rubem Ludolf
98. Rubens Gerchman
99. Rubens Mano
100. Sérgio Camargo
101. Sérgio Sister
102. Sérvulo Esmeraldo
103. Tatiana Blass
104. Tomie Ohtake
105. Tunga
106. Ubi Bava
107. Waldemar Cordeiro
108. Waltercio Caldas
109. Wesley Duke Lee
110. Willys de Castro
111. Yolanda Mohalyi

Com informações da Fundação Bienal, Catraca Livre e ArtInfo

Anúncios

Um comentário sobre “Retrospectiva celebra 30 edições da Bienal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s