Galeria Marília Razuk apresenta “Brutalidade Jardim”

Adriano_Amaral_Pequenas_Epifanias_trabalho em andamento_2012-201_intervenção urbana_polaroids_londres

Adriano Amaral, “Pequenas Epifanias” (Trabalho em andamento) 2012-201…
Intervenção urbana e Polaroids, em Londres

A galeria Marília Razuk apresenta, de hoje a 26 de novembro, a exposição Brutalidade Jardim, sobre o processo de formação da sociedade brasileira, a partir da importação de uma cultura europeia e sua adaptação ao “novo mundo”. A exposição tem curadoria de Kiki Mazzucchelli e trará obras apenas de artistas brasileiros. São eles: Adriano Amaral, Alexandre Canonico, Ana Luiza Dias Batista, Clara Ianni, Debora Bolsoni, Johanna Calle, José Bento, Laercio Redondo, Maria Laet, Marlon de Azambuja, Mauro Cerqueira, Raquel Garbelotti, Renata Bandeira, Rodrigo Matheus.

O título da exposição “Brutalidade Jardim” faz parte de um verso do romance “Memórias sentimentais de João Miramar” (1924), de Oswald de Andrade, popularizado pela canção de Gilberto Gil, “Geleia Geral” (1968). A exposição constrói um núcleo poético capaz de unir obras de conceitos e formas distintas que partilham de uma mesma sensibilidade e enunciam os aspectos contraditórios da formação brasileira, a partir do embate “entre a força desorganizadora da natureza tropical e a vontade racionalista da arquitetura”, afirma Kiki.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s