SIM Galeria abre exposição com curadoria de Jacopo Crivelli Visconti

A partir do dia 14 de agosto, a SIM Galeria apresenta A Teoria do Desvio dos Raios Luminosos e Outras Histórias, exposição coletiva que reúne obras dos brasileiros CabeloRafael Alonso e Tiago Tebet, dos norte-americanos Victoria Fu e Dashiell Manley e da dupla franco-equatoriana CostalesRometti. A exposição tem curadoria de Jacopo Crivelli Visconti, crítico de arte que já foi curador da Fundação Bienal de São Paulo (2007-2009) e também responsável pela participação oficial brasileira na 52ª Biennale di Venezia (2007) e na Bienal de Cuenca (Equador, 2007 e 2009).

De acordo com o curador, a exposição que une pinturas, fotografias, vídeos e instalações não tem um tema fechado, porém, a maioria das obras lida, de maneira mais ou menos direta, com temas muito parecidos. Para exemplificar algumas das conexões entre elas, Crivelli Visconti cita a projeção aleatória que Julia Rometti e Victor Costales fazem de ilustrações de fórmulas e teorias científicas com algumas das pinturas de Tiago Tebet, nas quais ele reproduz ilustrações que, em uma enciclopédia, acompanham uma descrição da vida e das descobertas de Albert Einstein.  “Mesmo que de maneira casual, muitas das obras reunidas nesta exposição lidam com a transformação de teorias científicas, lendas e mitos, em sua origem sempre fantásticos e quase inconcebíveis, em histórias conhecidas, narrativas familiares que constituem parte integrante do imaginário cultural de um povo”, aponta.

Nas esculturas surrealistas de Cabelo, que abarcam pintura, desenho, performance, escultura, instalação e vídeo, o curador explica que apensar de não estarem explícitas, as referências literárias, filosóficas e musicais são um dos pilares do trabalho do artista e representam um esforço poderoso para a construção de uma narrativa na recente arte brasileira. “Uma narrativa sincopada e fragmentada, pouco ou nada convencional, que brota de apropriações e justaposições surpreendentes, mas que acabam criando um sentido. Modus operandi que é comparável à maneira como Dashiell Manley constrói suas pinturas e seus vídeos”. Crivelli Visconti cita, ainda, uma analogia aos vídeos de Victoria Fu, onde as imagens beiram a abstração e transformam-se em campos de cor pura, uniforme. “Uma cor forte ou até agressiva, significativamente análoga à que domina as pinturas recentes de Rafael Alonso”, pontua ele.

A exposição, que será aberta na SIM Galeria no dia 14 de agosto, às 19h, fica em cartaz até o dia 19 de setembro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s