As 11 obras de arte públicas de destaque da primavera nova-iorquina

A primavera no hemisfério norte teve início no último dia 20 – ao mesmo tempo em que começa a temporada de arte pública de Nova York. Por toda a cidade, esculturas e instalações convidam os transeuntes para uma pausa para a contemplação. O portal Artnet separou 11 obras especiais que valem a visita. Confira:

“Avian “Avatars” (2015), The Myth Makers
Série de cinco esculturas de pássaros míticos, que possuem etre 18 e 26 metros de altura. Na Garment District Plaza, Broadway, entre as ruas 36 e 41, até 30 de abril.

“The Living Pyramid” (2015), Agnes Denes
Intervenção de arte pública que deverá erguer uma pirâmide coberta de flores, às margens do East River. Milares de sementes devem germinar, durante a execução do projeto.
Socrates Sculpture Park, 32-01 Vernon Boulevard, Long Island City, Queens, entre 17 de maio e 30 de agosto

Tatiana Trouvé com “Desire Lines” (2015)
A artista pesquisou cuidadosamente cada uma das 212 vias do Central Park e criou uma obra com carretéis coloridos gigantes que correspondem a extensão de cada uma delas.
No Central Park, até 30 de agosto

“Gazing Globes” (2015), Paula Hayes
Os terrários pós-modernos de Hayes são preenchidos com itens tecnologicos, revestidos por um pó cintilante feito a partir de CDs moídos.
Madison Square Park, até 19 de abril

“Fata Morgana”, Teresita Fernández
Com mais de 150 metros de compimento, a escultura suspensa de Fernández está sendo anunciada como seu maior e mais ambicioso projeto ao ar livre. A instalação é feita de metal dourado, polido e espelhado, que parece pairar acima dos caminhos do parque.
Madison Square Park, de 30 de abril a 10 de janeiro

“Head of Goliah” (2015), Nicolas Holiber
A escultura de quase dois metros de comprimento é feita de madeira, fibra de vidro e materiais reciclados, e representa um tributo colorido ao gigante bíblico morto pelo Rei Davi.
Tribeca Park, de maio a julho

“Plateaus” (2014), Rashid Johnson
A primeira obra encomendada por Nova York a Rashid Johnson será uma espécie de estufa viva: uma armação em aço preto preenchida por objetos esculturais. Com a mudança das estações, diferentes plantas devem se desenvolver ao redor da estrutura minimalista, localizada ao sul do Standard Hotel.
High Line, entre maio de 2014 e março de 2016

“Altar” (2014), Kris Martin
Esta e outras obras compõem “Panorama”, uma série de esculturas e instalações de 11 artistas que ocuparão a High Line.
Vários pontos da High Line, entre abril de 2015 e março de 2016.

“Appearing Rooms” (2014), Jeppe Hein
O artista dinamarquês Jeppe Hein irá preencher os dois quilômetros de extensão da Brooklyn Bridge Park com instalações que incluem “Appearing Roomns” e “Modified Social Benches”.
Brooklyn Bridge Park, de 17 de maio de 2015 a 16 de abril de 2016

“Sketch in the Air” (2015), Jorge Palacios
O espanhol Jorge Palacios apresenta sua escultura abstrata em madeira teca, ricamente polida.
Trump Soho, até 1º de maio

“Soft Spin” (2015),Heather Nicol
Seis formas em tecido colorido flutuam acima de um bosque de palmeiras e uma escadaria em mármore sobre o teto de vidro do átrio do Winter Garden.
Brookfield Place, até 26 de abril

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s