Top 10 de museus privados de arte contemporânea nos EUA

Os grandes patronos dos séculos 19 e 20 deixaram uma marca indelével na arte dos Estados Unidos, fundando museus como o Frick Collection, em Nova York, e o Getty Museum em Los Angeles. Hoje, os museus privados continuam a influenciar fortemente o mundo das artes.

Alguns museus privados, como a Pulitzer Arts Foundation, procuram apresentar uma grande variedade de exposições, desde os grandes mestres até a arte budista; outros como o Crystal Bridges Museum têm foco mais estrito – neste caso, a arte norte-americana.

Com o lançamento do gigantesco Broad Museum em Los Angeles, vale a pena destacar outras instituições privadas de arte contemporânea do país.

The Brant Foundation Art Study Center, Greenwich, Connecticut
Fundado em 2009 por Peter Brant, atende de segunda a sexta com horário marcado

The Broad, Los Angeles
O museu reúne uma coleção com mais de 2 mil obras. A entrada é gratuita.

Frederick R. Weisman Art Foundation, Los Angeles
O museu de Frederick Weisman exibe sua coleção com mais de 400 obras, incluindo trabalhos de Ed Ruscha, Helen Frankenthaler, Roy Lichtenstein, Willem de Kooning e Robert Rauschenberg, entre muitos outros. O museu está aberto para visitas agendadas e tours guiados.

Rubell Family Collection, Miami
Fundada originalmente em Nova York em 1964, a instituição mudou-se para o sul da Flórida em 1993, onde tornou-se referência. Sua coleção inclui obras de Cindy Sherman, Andy Warhol, Keith Haring, Kara Walker e Jeff Koons.

Mana Contemporary, Jersey City
Fundado em 2011, Mana Contemporary não se diz um museu no sentido tradicional, mas como um “destino de artes dedicado a celebrar o processo criativo”.

Judd Foundation, Marfa, Texas e Nova York
O artista Donald Judd faleceu em 1994 e suas residências foram transformadas pela Judd Foundation em museus privados.

FLAG Art Foundation, Nova York
Aberto em 2008, o FLAG abriga não só exposições de seu acervo mas também outras mostras organizadas por curadores de fora, com obras emprestadas. O espaço é aberto ao público com entrada franca às quartas e sábados.

Pier 24, San Francisco
Visitas agendadas de segunda à sexta percorrem este enorme armazém, inaugurado em 2010. O Pier 24 abriga gravuras de gigantes da fotografia contemporânea, como Richard Avedon, Lee Friedlander, Catherine Opie e Jeff Wall, assim como fotos de artistas emergentes.

Cisneros Fontanals Art Foundation (CIFO), Miami
Ella Fontanals-Cisneros abriu o CIFO em 2002 para ajudar a consolidar nomes de artistas latino-americanos. Além de exibir seu acervo, com obras de Ana Mendieta, Rafael Lozano-Hemmer, Francesca Woodman, entre outros, CIFO também oferece apoio a artistas emergentes. A entrada é gratuita de quinta à domingo.

Fisher Landau Center for Art, Queens
Aberto para o público em 2002, abriga a coleção de 1500 obras de Emily Fisher Landau. O acervo conta com obras significativas da arte contemporânea a partir da década de 1960, incluindo obras de Cy Twombly, Robert Rauschenberg, Matthew Barney e Jasper Johns, entre outros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s