[Retrospectiva 2015] Vernissage TV publica lista com os 10 vídeos mais vistos do ano

A Vernissage TV é um projeto que publica vídeos sobre as principais exposições e eventos de arte contemporânea, design e arquitetura ao redor do mundo. O ranking dos vídeos mais vistos em suas plataformas de distribuição (no próprio site ou em canais do Youtube, iTunes, Vimeo, entre outros) pode ser considerado um panorama geral de como foi o ano para as artes visuais ao redor do mundo.

Os dois vídeos mais vistos em 2015, por exemplo, fazem uma breve cobertura da Bienal de Veneza – que é, certamente, um dos eventos de arte mais importantes do calendário das artes.

Confira a lista e assista aos vídeos:

  1. Venice Art Biennale 2015: Arsenale

Continuar lendo

Via Instagram: #ArtBasel2015

Na série de posts “Via Instagram”, selecionamos uma #hashtag que destaque os assuntos do momento no cenário internacional das artes.

Hoje, a escolhidas é #ArtBasel2015 [https://instagram.com/explore/tags/artbasel2015]. A feira de maior destaque do calendário internacional fechou suas portas ontem, depois de receber cerca de 100 mil visitantes vindos do mundo todo. Em sua 46ª edição, a Art Basel reuniu cerca de 300 galerias, apresentando obras de mais de 4 mil artistas, divididos em oito setores especiais.

Confira as imagens:

#aiweiwei на #artbasel2015

A post shared by Larissa Mayorova (@larissaart) on

#AntonyGormley, 'Form', 2013 via @whitecubeofficial | Galleries 2015 #ArtBasel

A post shared by Art Basel (@artbasel) on

Detail of #PaulMcCarthy, 'White Snow, Bambi' (marble), 2013 at @HauserWirth | Galleries 2015 #ArtBasel

A post shared by Art Basel (@artbasel) on

#artbasel2015#contemporaryart#rafaelsoto#sphèrelutétia1996#unlimited#artfair

A post shared by Cristiana Cinquerrui Δ (@cristiana_cinquerrui) on

#artbasel #artbasel2015

A post shared by Francesca Vianello (@melting_pottery) on

Vídeo: Unlimited – Art Basel 2015

Confira as primeiras impressões do setor Unlimited, da Art Basel 2015. Este setor é dedicado a instalações em grandes formatos, pinturas, esculturas, performances e vídeos. Entre as obras, estão obras de Julius von Bismarck, Jeppe Hein, Ai Weiwei, David Shirley, Héctor Zamora, Konrad Klapheck, Pascale Martine Tayou, Roman Ondák e Olafur Eliasson.

A Unlimited tem curadoria de Gianni Jetzer e o vídeo foi criado pela Vernissage TV.

E-magazine #259 – Art Basel | Louise Bourgeois |Under the Same Sun

– Art Basel: A Feira de todos os recordes;
– Tate Modern exibe trabalhos em papel de Louise Bourgeois;
– “Under the Same Sun: Art from Latin America Today’ em cartaz no Guggenheim Museum;

E mais: notícias da semana, agenda de exposições no Brasil e no Mundo, calendário de feiras internacionais e leilões de arte, além da seção “Em cartaz”, com as principais mostras em cartaz. Para ler na íntegra, clique aqui.

Ainda não recebe gratuitamente a nossa e-magazine? Então assine: http://www.touchofclass.com.br/cadastro.html

ART BASEL MiamiI Beach vai até 4 de dezembro – A Touch of Class esteve lá

Miami Beach transforma-se, até o dia 4 de Dezembro, na capital mundial das artes plásticas. Tudo por conta da 10ª edição do Art Basel Miami Beach, feira que reúne o trabalho de mais de 2.000 artistas representados por 260 galerias da América do Norte, Europa, América Latina, Ásia e África.

Considerado o evento de arte mais importante das Américas, a Art Basel Miami Beach junta tanto galerias consolidadas como emergentes. Desde 2002, a feira aumentou o seu volume de obras em mais de 50%. Além dos stands das galerias, montadas no Miami Beach Convention Center, o evento estende-se cada vez mais por outros espaços dedicados à arte e, principalmente, pelos espaços públicos da cidade.

A Touch of Class esteve presente nesta 10ª edição. Confira as fotos!!!

Anish Kapoor - Stainless steel

Allora e Calzadilla - Umbrella & Bell

PARA VERIFICAR MAIS FOTOS ENTRE NA PÁGINA DA TOUCH OF CLASS NO FACEBOOK

Destaques da E-magazine # 125

Confira:

– Exibição de obras de Da Vinci provoca frenesi em Londres
– Art Basel Miami Beach vai transformar o Collins Park, com um recorde de 24 obras de arte públicas
– Obra de Roy Lichtenstein é vendida por US$ 43,2 milhões nos EUA

E mais: notícias da semana, agenda de exposições no Brasil e no Mundo, calendário de feiras internacionais e leilões de arte e a seção “Acontece”, com as principais mostras em cartaz. Para ler na íntegra, clique aqui.

Ainda não recebe gratuitamente a nossa e-magazine? Então assine: http://www.touchofclass.com.br/cadastro.html

Artistas brasileiros têm boa aceitação na Art Basel 2011

Obra de 1960, "Bicho", de Lygia Clark, foi vendida na feira Art Basel por R$ 3,4 milhões

Obra de 1960, "Bicho", de Lygia Clark, foi vendida na feira Art Basel por R$ 3,4 milhões

Na esteira do furacão Lygia Clark, outros brasileiros tiveram boas vendas na Art Basel, termômetro para o mercado global. Impulsionadas por grandes exposições, Anna Maria Maiolino e Mira Schendel (1919-1988) chamaram a atenção. Uma obra de Maiolino, artista escalada para a próxima Documenta em Kassel, na Alemanha, foi vendida por US$ 80 mil, ou R$ 127 mil.

Depois de sua mostra no MoMA ao lado de Leon Ferrari e com uma retrospectiva marcada para 2013 na Tate, em Londres, Schendel teve desenhos vendidos por US$ 50 mil, cerca de R$ 80 mil. Instituições privadas também focaram brasileiros.

Nuno Ramos teve duas instalações de US$ 100 mil (R$ 160 mil), compradas para o museu Thyssen-Bornemisza Art Contemporary, de Viena. Já Rivane Neuenschwander, agora com uma grande mostra em turnê mundial, teve uma obra de US$ 80 mil, ou R$ 127 mil, comprada para uma fundação de Miami.

Levado a Basileia por uma galeria estrangeira, a Elvira González (Madri), Waltercio Caldas foi um dos artistas mais comentados por sua instalação na Art Unlimited, parte da feira dedicada a obras monumentais – em tamanho e preço.

Uma instalação de Ernesto Neto saiu por US$ 80 mil (R$ 127 mil), na Tanya Bonakdar, de Nova York. Também foi comercializada uma fotografia de Vik Muniz por US$ 130 mil (R$ 207 mil), e uma pintura de Beatriz Milhazes à venda por US$ 1,8 milhão (R$ 2,9 milhões) terminou a feira reservada para um colecionador.

Fonte: Folha de S. Paulo

Art Basel chega à Ásia

Vista da entrada da Art HK 2010

A feira mais importante do mundo, original da Basileia (Suíça), contará com uma filial a mais a partir de 2012. Um acordo de absorção da Art Hong Kong vai facilitar a sua entrada no mercado asiático.

O acordo coloca o futuro da feira asiática nas mãos do império Basel, que se estabelecerá em três continentes: na europa, com a Basel original (que chega em junho à sua 42ª edição), nas Américas, com a Basel Miami Beach ( versão latina que comemora em dezembro seu 10º aniversário) e, agora, na Ásia, em Hong Kong – um mercado fundamental, dada a riqueza dos mercados emergentes, como o chinês.

Apesar disso, a edição de 2012 manteria o nome Art HK e seu diretor, Magnus Renfrew, mudando somente a data, passando de maio para fevereiro. Este ano, a feira será realizada entre os dias 26 e 29 de maio, com a participação de 260 galerias, provenientes de 38 países.

Desde seu nascimento, em 2008, a feira de Hong Kong tornou-se uma referência do setor no continente asiático.

Fonte: ABC

Art Hong Kong poderá juntar forças com Art Basel

A Art HK está em conversações com a Art Basel sobre uma possível colaboração. Tim Etchells, diretor geral da Single Market Events (um dos proprietários da feira de Hong Kong) confirmou que essa possibilidade já está sendo discutida há algum tempo. No entanto, Ethcells afirma que: “Temos tido também abordagens de outras pessoas e não há de todo um acordo finalizado.”

A entrada no mercado de Hong Kong seria sem dúvida do interesse da feira de Basel, que também dirige uma edição em Miami. O mercado da arte acredita no potencial do mercado asiático, particularmente durante tempos econômicos mais difíceis nos EUA e Europa. E Hong Kong é agora o terceiro maior mercado de leilões depois de Nova York e Londres.

A lista de expositores da Art HK parece cada vez mais familiar a quem está no circuito de feiras internacionais: estreias na edição deste ano (de 26 a 29 de Maio) incluem os negociadores dos EUA Zwirner, Acquavella e Blum & Poe, nomes europeus como Sprüth Magers, Yvon Lambert e Victoria Miro, bem como a Goodman Gallery da África do Sul, Vitamin Creative Space da China e Nature Morte da Índia, que estarão todos na Art Basel três semanas depois (de 15 a 19 de Junho).

Fonte: www.theartnewspaper.com